O quê está acontecendo com a Mata Ciliar? (1/5)

A Associação Mata Ciliar atua no local há 26 anos, graças a um convênio com o Centro Paula Souza. O local é estratégico cientifica e gerencialmente para as atividades, pois é próximo à Serra do Japi e Etec Benedito Storani.

Atualmente, Associação cuida de mais de dois mil animais, sendo que aproximadamente mil foram trazidos de uma apreensão de tráfico ilegal de animais no Nordeste. Os outros mil são da região de Jundiaí e outros municípios cercanos.

Na área impactada pelas obras de destruição, iniciadas esta semana, se encontram os recintos de reabilitação de 17 Lobos Guarás, bem como de Onças e Jaguatiricas. A justificativa da concessionária VOA-SP é que o aeroporto passará a operar por instrumentos e irá incrementar as rotas comerciais.

A ocupação dos espaços prevê investimentos em obras na área de turismo, lazer e entretenimento para o complexo do aeroporto, negando a boa vizinhança com um projeto de sucesso essencial para os Direitos de Existência e Regeneração dos animais envolvidos.

Irrigado por Carlos Diego

O que quer a comunidade de apoio? (3/5)

Por que a Mata Ciliar não deve sair do local? (2/5)